Congresso da Bolívia aprova mudança de Assembléia Constituinte

REUTERS

LA PAZ - O Congresso da Bolívia aprovou nesta quarta-feira a mudança da Assembléia Constituinte para fora da cidade de Sucre. A inesperada jogada política realizada pelos governistas deve facilitar a votação dos itens que faltam para concluir a reforma da Carta Magna antes que se esgote o prazo.

Os representantes do partido do presidente boliviano, Evo Morales, aproveitaram a ausência da oposição para fazer com que o Congresso acatasse, na madrugada de terça para quarta-feira, o traslado, afirmaram meios de comunicação do país.

A lei aprovada ratifica Sucre como sede da assembléia, mas ressalta que 'se faculta ao presidente da Assembléia Constituinte convocar sessões em qualquer lugar do território nacional'. A autorização, que deve ser ratificada por Morales, abre as portas para que o órgão constituinte realize uma corrida contra o tempo a fim de aprovar os itens que faltam da nova Constituição antes do esgotamento do prazo, que vence no dia 14 de dezembro.

A assembléia, dominada pelo partido governista Movimento ao Socialismo (MAS), está em recesso forçado desde sábado, após ter aprovado em grande parte a nova Carta Magna em uma sessão realizada em um colégio militar de Sucre. Aquela votação ocorreu em meio a protestos e confrontos que deixaram ao menos três civis mortos.