Chega ao Japão primeiro navio de guerra chinês desde 1934

Agência EFE

TÓQUIO - O destróier antimísseis Shenzhen da Marinha chinesa chegou nesta quarta-feira ao porto de Harumi, em Tóquio, na primeira visita de um navio de guerra chinês ao Japão desde 1934, informou a agência 'Kyodo'.

A visita ao Japão, de 28 de novembro a 1 de dezembro, é um grande passo na reconciliação entre os dois países, que se enfrentaram entre 1931 e 1945, quando as tropas japonesas invadiram a China.

O navio transporta 345 oficiais e soldados, comandados pelo contra-almirante Xiao Xinnian, subchefe do Estado-Maior na Frota do Mar do Sul da China. A tripulação vai desenvolver atividades conjuntas com seus colegas do Japão e visitar navios de guerra japoneses.

O navio chinês ficará aos curiosos e haverá uma exibição pública das duas Armadas em Tóquio.

A visita havia sido estipulada no ano 2000 pelos então primeiros-ministros Zhu Rongji e Yoshiro Mori. No entanto, a China se negou a enviar o navio durante o Governo de Junichiro Koizumi.

A situação melhorou durante o breve mandato de Shinzo Abe, e o "degelo' parece se manter com o atual primeiro-ministro, Yasuo Fukuda.

Em agosto, o ministro da Defesa chinês, Cao Gangchuan, visitou o Japão, uma viagem que também foi qualificada pelos analistas como um passo decisivo para a reconciliação entre os dois países e suas Forças Armadas.

O última navio de guerra chinês a chegar a um porto japonês havia sido o Ninghai, que atracou nos portos de Yokohama e Shimonoseki em 1934, segundo o Escritório Marítimo do Japão.