Líder terrorista iraquiano é assassinado pelo filho durante briga

Agência EFE

BAGDÁ - Um importante líder da organização radical sunita Estado Islâmico do Iraque, chefiada pela rede terrorista Al Qaeda, foi assassinado pelo filho em uma briga pela divisão de um saque, informou a agência de notícias iraquiana "Aswat Al Iraq".

A agência, que cita o porta-voz do Conselho de Salvação de Diyala (CSD), xeque Sabah Shamari, explicou que Chalal Youssef Zeidan ostentava o cargo de ministro da Agricultura no suposto gabinete anunciado pela organização extremista em abril passado.

- Zeidan morreu depois de ser atingido por vários tiros em uma briga com seu filho provocada pela divisão de um saque na aldeia de Abu Khamis, cerca de cinco quilômetros ao sul de Baquba, capital da província de Diyala - disse Shamari, sem dar mais detalhes.

Abu Khamis fica em uma região considerada um dos redutos do Estado Islâmico do Iraque e da Al Qaeda, lembrou o porta-voz do CSD, órgão formado há poucos meses para ajudar as forças de segurança em sua luta contra essas duas organizações extremistas.

Um responsável de segurança de Diyala explicou à agência iraniana que o "ministro" estava incluído em uma lista de pessoas procuradas pela Polícia por seu envolvimento em vários assassinatos, seqüestros e saques.