Cuba espera manter boas relações com Governo argentino

Agência EFE

HAVANA - O ministro da Cultura de Cuba, Abel Prieto, previu na última segunda-feira a continuidade da "excelente relação" entre Cuba e Argentina, após a vitória da senadora Cristina Fernández de Kirchner nas eleições presidenciais argentinas de domingo.

Prieto afirmou que Cuba teve uma "excelente relação com o Governo de Néstor Krichner" e que, na sua opinião, "realmente há uma continuidade dessas relações".

O país, acrescentou, tem "muitos amigos no Governo argentino, próximos ao Governo".

Prieto lembrou o laço cultural demonstrado durante a Feira do Livro de Havana, dedicada em fevereiro à Argentina.

O ministro acrescentou que "a vitória de Cristina vai manter essa relação e inclusive com muitas possibilidades de ampliação".

Cristina Fernández de Kirchner, de 54 anos, venceu com 44,8% dos votos as eleições presidenciais de domingo.

As relações entre Cuba e Argentina atravessam nos últimos anos um de seus melhores momentos. Em julho de 2006, semanas antes de delegar o poder por problemas de saúde, o líder cubano, Fidel Castro, visitou a Argentina pela quarta vez para participar da Cúpula do Mercosul.

Castro esteve em maio de 2003 na posse do presidente Néstor Kirchner. Anteriormente, havia visitado o país em 1995, para a Cúpula Ibero-Americana de Bariloche, e em 1959, após o triunfo da revolução cubana.