Talabani analisa com embaixador a crise na fronteira turco-iraquiana

Agência EFE

BAGDÁ - O presidente iraquiano, Jalal Talabani, se reuniu com o embaixador iraniano em Bagdá, Hassan Kazemi Qomi, para discutir a atual crise entre o Iraque e a Turquia, informou nesta segunda-feira a Presidência iraquiana.

Talabani e Kazemi analisaram neste domingo à noite a situação política e de segurança derivada da crescente tensão na fronteira turco-iraquiana, além dos meios para garantir a estabilidade no Iraque.

Os dois expressaram 'a necessidade de dar uma saída para a crise através do diálogo e da via diplomática pelo interesse da estabilidade, da paz e do progresso na região', segundo um comunicado.

Além disso, trocaram opiniões sobre fórmulas para garantir os laços bilaterais entre os dois países, acrescentou a nota da Presidência iraquiana.

A reunião aconteceu um dia depois de Talabani receber o apoio de seu colega iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, que expressou, em uma conversa por telefone, sua solidariedade com o povo iraquiano na atual crise com a Turquia.

A crise entre Bagdá e Ancara, por causa dos ataques lançados pelo Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) em território turco a partir do vizinho Iraque, se intensificou em 21 de outubro, quando 12 soldados turcos foram mortos por combatentes do PKK e outros oito foram capturados.

Desde então, a Turquia mobilizou uma presença militar em massa na zona fronteiriça com o Iraque com mais de 100.000 soldados, e ameaça realizar um incursão no Curdistão iraquiano para combater os guerrilheiros do PKK.

O PKK, catalogado como organização terrorista na Turquia, nos Estados Unidos e na União Européia, colocou bases no norte do Iraque, uma região povoada também por curdos, mas de nacionalidade iraquiana.