Fidel acusa Bush de ser um falso defensor da independência de Cuba

Agência AFP

HAVANA - O líder cubano Fidel Castro comparou neste domingo, em um artigo publicado pela imprensa, o presidente americano George W.Bush a um rei colonialista do século XIX e o acusou de ser um falso defensor da independência.

- Nunca imaginei ouvir isso 139 anos depois (de iniciada a primeira guerra de independência em Cuba) da boca de um presidente dos Estados Unidos. É como se um rei de então, ou seu regente, proclamasse: Viva Cuba Livre! - disse Castro, que se recupera há 15 meses de uma grave crise de saúde.

Bush pronunciou na quarta-feira um discurso no qual propôs um fundo internacional para a transição política em Cuba, uma autorização para que as ONGs e outras organizações levassem computadores e internet para a ilha e a concessão de bolsas para estudantes cubanos.

Nesse mesmo discurso, no Departamento de Estado, Bush pediu que os militares cubanos apóiem um suposto levante popular.

Em seu mais recente artigo Fidel presta homenagem ao ex-presidente americano Abraham Lincoln, assim como a seus companheiros de armas Ernesto Che Guevara e Camilo Cienfuegos, ambos mortos no mês de outubro há 40 e 48 anos, respectivamente.