Altas temperaturas deixam pelo menos 22 mortos no México

Agência EFE

MÉXICO - Pelo menos 22 pessoas morreram entre março e outubro no México, em uma temporada de altas temperaturas que está chegando a seu fim, informou hoje a Secretaria (Ministério) da Saúde.

- Entre 22 de março e 25 de outubro foram notificadas 22 mortes, 17 em Sonora (norte), 2 na Baja California (noroeste), uma em Quintana Roo, uma em Tabasco (ambos no sudeste) e uma em Veracruz (leste), todas por causa do calor - informou a entidade.

O Ministério disse que entre os oito meses citados aumentaram os riscos de saúde como as doenças diarréicas agudas e os efeitos nocivos provenientes da exposição a temperaturas ambientais extremas, como "o golpe de calor, a insolação e as lesões dérmicas".

Na última semana o noroeste do México continuou com altas temperaturas, como os 40,5 graus de Monterrey e os 39 de Choix, no estado de Sinaloa.

No entanto, ao mesmo tempo a frente fria número quatro atingiu as povoações do sul do Golfo do México, do Istmo e do Golfo de Tehuantepec, além da Península de Iucatã.