Autoridades de San Diego alertam sobre poluição causada por incêndios

Agência EFE

CALIFÓRNIA - As autoridades de San Diego informaram hoje que a alta concentração de partículas acumuladas no ar devido à cadeia de incêndios dos últimos dias na região pode ser "muito prejudicial" à saúde.

Em comunicado, o condado de San Diego - o mais castigado pelo fogo - alerta que, embora a qualidade do ar tenha melhorado "levemente", ainda é muito "prejudicial" à saúde, por isso é recomendável evitar as atividades exteriores.

Segundo a nota, o perigo acontece em função da alta concentração de partículas em suspensão de 2,5 miligramas, que são especialmente finas e "respiráveis", e, portanto, muito prejudiciais ao aparelho respiratório.

Nos últimos dias, os centros de saúde de San Diego e suas proximidades atenderam a uma multidão de pessoas com problemas respiratórios, causados diretamente pela inalação de fumaça e por freqüentarem ambientes contaminados com este tipo de partícula.

As autoridades do condado recomendaram aos cidadãos que evitem expor-se a este tipo de ambiente, especialmente as pessoas mais sensíveis, como idosos, crianças e os que sofrem de doenças respiratórias, como a asma.

Foi recomendado que em algumas regiões onde exista um persistente cheiro de fumaça, as pessoas permaneçam em recintos fechados ou no interior de suas casas.

O condado de San Diego é o mais castigado pelos devastadores incêndios que começaram há quase uma semana no sul da Califórnia, e que arrasaram 200 mil hectares.

Por causa do fogo, cerca de um milhão de pessoas tiveram de deixar suas casas, mas a grande maioria deles já começou a retornar a seus lares, em função da contenção de alguns focos do incêndio.