Cinqüenta islamitas morrem em bombardeio no Paquistão

Agência AFP

ISLAMABAD - Pelo menos 50 combatentes islâmicos aliados dos talibãs e da al-Qaeda morreram nesta terça-feira em bombardeios nas regiões tribais do noroeste do Paquistão, na fronteira com o Afeganistão, informaram fontes militares paquistanesas.

- Segundo nossas informações dessa região, os ataques foram bem-sucedidos e cerca de 50 combatentes morreram e muitos outros ficaram feridos - declarou uma autoridade militar da cidade de Peshawar (noroeste).

O Exército confirmou estes ataques aéreos registrados próximo à cidade de Mir Ali, no distrito de Waziristão do Norte, mas sem fornecer maiores detalhes.

Desde o domingo, cerca de 150 rebeldes islâmicos e 45 soldados paquistaneses morreram neste mesmo distrito nos combates mais violentos já registrados nas zonas tribais do Paquistão desde que os talibãs afegãos se aliaram na região à al-Qaeda.