Paquistão: 130 islamitas e 45 militares morrem em combates

Agência AFP

ISLAMABAD - Cerca de 130 combatentes islamitas e 45 militares paquistaneses morreram nos últimos dois dias em combates travados em uma região tribal do Paquistão, na fronteira com o Afeganistão, anunciou nesta segunda-feira o exército paquistanês.

Os combates começaram no domingo no Waziristão do Norte, quando os rebeldes bombardearam comboios do exército e os militares responderam com ataques aéreos e terrestres, disse o principal porta-voz das forças armadas, general Waheed Arshad.

- Em dois dias de luta no Waziristão do Norte, 45 homens da força de segurança morreram assim como 130 militantes. Entre 10 e 12 soldados ainda estão desaparecidos - disse Arshad.