Mianmar nomeia o chefe das 'relações políticas' com Suu Kyi

Agência AFP

RANGÚN - O governo militar birmanês nomeou um oficial para manter relações com a líder da oposição Aung San Suu Kyi, informou nesta segunda-feira a televisão pública.

O número um da junta, general Than Shwe, nomeou o vice-ministro do Trabalho, Aung Kyi, para "que mantenha relações com Daw Aung San Suu Kyi no futuro", informou a emissora, que utilizou um termo honorário em sinal de respeito em relação à vencedora do Prêmio Nobel da Paz.

O enviado especial da ONU, Ibrahim Gambari, que viajou a Mianmar na semana passada, "havia recomendado que a junta nomeasse uma pessoa para manter relações políticas com a líder da oposição", acrescenta o informe.

Aung San Suu Kyi passou em prisão domiciliar boa parte dos últimos 18 anos e os contatos oficiais com ela têm sido excepcionais.