Exército sudanês ataca única aldeia de Darfur que assinou acordo paz

REUTERS

CARTUM - Tropas sudanesas e milícias aliadas ao governo atacaram na segunda-feira uma cidade controlada pela única facção rebelde de Darfur que havia assinado um acordo de paz em 2006, segundo essa facção.

- Aviões do governo atacaram Muhajiriya, que nos pertence, e as forças do governo e as milícias Janjaweed estão combatendo as nossas forças - disse Khalid Abakar, dirigente do Exército de Libertação do Sudão (ELS).

Abakar pertence à facção do ELS liderada por Minni Arcua Minnawi, a única entre as três facções envolvidas nas negociações que assinou o acordo de maio de 2006 com o governo. O movimento então se tornou parte do governo e controla a cidade de Muhajiriya, no sul de Darfur.

- Consideramos esse um fato muito sério - disse Mohamed Bashir, diretor do gabinete de Minnawi. - Metade de Muhajiriya está queimada - disse ele, acrescentando que Minnawi vai voltar de Darfur para Cartum por causa do ataque.

As facções rebeldes que não assinaram o tratado de maio de 2006 confirmaram o ataque a Muhajiriya, acrescentando que as tropas do governo estão se concentrando perto de Tine, na fronteira com o Chade, para preparar um ataque contra áreas controladas por rebeldes no norte de Darfur.

Nem o governo sudanês nem a União Africana comentaram a notícia. No dia 27, está marcada na Líbia uma reunião para tentar atrair as demais facções para o processo de paz. 'Se (o governo) realmente quer paz e negociações, não deveriam estar atacando nossas áreas', disse um porta-voz de Minnawi.