Atentado suicida contra delegacia deixa 14 mortos no Iraque

Agência AFP

BAGDÁ - Pelo menos 14 pessoas, entre elas três policiais, morreram e 26 ficaram feridas em um atentado nesta segunda-feira contra uma delegacia perto de Samarra, Norte de Bagdá.

Um caminhão-bomba explodiu diante do posto policial de Dejlaa, causando, além disso, a destruição de quatro veículos. O atentado foi realizado em um importante eixo rodoviário entre as cidades de Samarra e Tikrit.

Mais cedo, seis pessoas morreram em Bagdá em três atentados diferentes, entre eles um carro-bomba que explodiu perto da embaixada da Polônia na capital iraquiana.

Um pedestre morreu e outros três ficaram feridos na explosão do carro-bomba a algumas centenas de metros da embaixada da Polônia, no Centro de Bagdá. Todas as vítimas são de nacionalidade iraquiana.

Em Varsóvia, o ministro responsável pelos serviços secretos poloneses, Zbigniew Wassermann, assinalou que, no momento do ataque, não havia ninguém dentro da embaixada, que foi esvaziada depois do atentado contra o embaixador Edward Pietrzyk na semana passada.

O novo atentado acontece cinco dias depois de um ataque contra a comitiva de Pietrzyk em Bagdá. Nessa ocasião, três bombas explodiram na passagem do embaixador, que deixava sua residência em um bairro do Centro da capital.

Um guarda-costas polonês morreu devido aos ferimentos, assim como dois iraquianos.

O embaixador ficou levemente ferido, com queimaduras superficiais e cortes em função dos vidros quebrados.