Polícia americana mata subcomissário procurado por assassinato

Agência AFP

CHICAGO - A polícia americana matou um subcomissário apontado como o principal suspeito do assassinato de pelo menos cinco pessoas na madrugada de domingo em Crandon, pequena cidade do estado de Wisconsin (noroeste dos Estados Unidos), informou a rede de televisão CNN.

As autoridades não confirmaram nem negaram a informação. A imprensa não divulgou detalhes das circunstâncias da morte, mas o canal Fox News anunciou que o homem teria sido morto no condado vizinho de de Ocanto, após uma verdadeira caçada de toda a polícia do estado de Wisconsin.

Alguns meios de comunicação chegaram a anunciar a morte de seis pessoas, além de quatro feridos, em um tiroteio que teria acontecido na madrugada neste domingo. O alvo seria um grupo de 10 jovens com idades entre 17 e 20 anos.

- Isto é uma verdadeira tragédia - disse à rádio local WTMJ Tom Vollmar, supervisor do Condado de Forest, que tem jurisdição sobre Crandon, uma cidade de apenas 2.000 habitantes próxima da fronteira com o Canadá, entre os lagos Michigan e Superior.

- Provavelmente deve ter afetado todas as famílias desta comunidade - acrescentou.

Até o meio-dia deste domingo, a população de Crandon estava proibida de sair às ruas.