Cuba faz tributo a Che Guevara no 40º aniversário de sua morte

Agência AFP

SANTA CLARA - Cuba deu início neste domingo às homenagens dedicadas ao guerrilheiro argentino Ernesto "Che" Guevara com um concerto encabeçado por Silvio Rodríguez e outros músicos latino-americanos, que será seguido por uma intensa jornada cultural e política.

O tributo continua até a manhã de segunda-feira, com um ato na praça da cidade de Santa Clara, onde Guevara liderou sua principal batalha em 1958, e onde estão sepultados seus restos mortais desde 1997.

O ato de segunda-feira será liderado por um "dirigente da revolução", anunciou neste domingo o jornal Juventude Rebelde, sem informar se trata-se de Raúl Castro, líder interino de Cuba desde julho de 2006 devido à doença de seu irmão Fidel, que há dez anos presidiu em Santa Clara a cerimônia de exumação dos restos.

A esposa de Che, Aleida March, e seus quatro filhos; ex-combatentes e moradores de Santa Clara assistirão ao ato central na esplanada do Memorial que leva o nome de Guevara.

No teatro da Universidade Central de Villa Clara acontecerá uma virada cultural, encabeçada pelos cantores cubanos Silvio Rodríguez e Vicente Feliú.

Cuba e Bolívia lideram uma série de homenagens ao legendário guerrilheiro argentino, capturado na selva boliviana em 8 de outubro de 1967 e executado no dia seguinte pelo soldado Mario Terán, que cumpria ordens superiores.