Encontro mundial marca os 40 anos da morte de Che Guevara na Bolívia

Agência JB

LA HIGUERA - A aldeia de La Higuera, na Bolívia, onde o guerrilheiro Ernesto Che Guevara foi assassinado, se prepara para os 40 anos de sua morte. A aledeia e a cidade vizinha de Vallegrande recebem milhares fãs de Guevara todo ano. Muitos acendem velas e pedem milagres ao espírito do guerrilheiro.

Debates, passeios turísticos, competições esportivas e cerimônia religiosa estão entre as atividades do II Encontro Mundial Che Guevara (o primeiro foi em 1997), que vai até a próxima terça-feira, dia 9, quando se completam 40 anos do assassinato de Che pelo sargento boliviano Mario Terán.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, um admirador declarado de Che, disse que também vai participar do Encontro, que vai contar ainda com a presença de outros políticos de esquerda e líderes sindicais e estudantis.