Exército dos EUA diz que matou 37 militantes iraquianos

REUTERS

BAGDÁ - Um ataque aéreo dos EUA matou cerca de 25 suspeitos de serem militantes iraquianos ligados a milícias xiitas apoiadas pelo Irã, informou o Exercito norte-americano, acrescentando que outros 12 combatentes da Al Qaeda foram mortos em operações separadas.

As tropas dos Estados Unidos disseram que estavam envolvidas em um tiroteio intenso no oeste de Baquba, no norte de Bagdá, durante uma operação na madrugada contra um comandante que o Exército norte-americano diz ter ligações com a força de elite Qods, da Guarda Revolucionária Iraniana.

O Exército também informou que matou 12 suspeitos de pertenceram à Al Qaeda durante ataques separados em Bagdá e em Yusifiya nesta sexta-feira.

Os comandantes dos EUA acusam constantemente o Irã de treinar e armar milícias xiitas no Iraque, inclusive com bombas plantadas em estradas, de longe a maior causa de mortes entre as tropas dos EUA.

Teerã nega e culpa a violência sectária causada pela invasão dos EUA no Iraque em 2003.