Enviado da ONU pode antecipar volta a Mianmar

Agência JB

NAÇÕES UNIDAS - O enviado da ONU Ibrahim Gambari disse na sexta-feira que pode antecipar sua próxima visita a Mianmar, originalmente marcada para meados de novembro.

Gambari disse a jornalistas que houve consenso em vários itens na reunião de sexta-feira do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Mianmar, inclusive que o país não deve voltar ao 'status quo' prévio aos recentes protestos pró-democracia, duramente reprimidos.

- Não podemos voltar à situação de antes da recente crise - disse ele após falar ao Conselho de Segurança sobre sua viagem de quatro dias à antiga Birmânia.

Questionado sobre a possibilidade de antecipar seu regresso, ele disse: 'Sim, estamos pensando em uma visita antes de meados de novembro. Temos de trabalhar sobre exatamente quando ela teria lugar.'

China e Estados Unidos discordaram sobre a necessidade de o Conselho de Segurança tomar providências contra o regime militar birmanês, já que Pequim considera que se trata de uma questão interna.

Mas Gambari disse que vários pontos 'emergiram por consenso real', inclusive o apoio a seus esforços e a necessidade de unidade entre os membros do Conselho de Segurança.