Ataque aéreo mata 25 pessoas no Iraque

Agência ANSA

BAGDÁ - As forças militares americanas anunciaram nesta sexta-feira, em Bagdá, a morte de 25 'criminosos' na região de Baquba, que estariam envolvidos em um suposto tráfico de armas vindas do Irã. Fontes iraquianas, no entanto, falaram da existência de vítimas civis, atingidas por um bombardeio aéreo na mesma área.

- As forças da coalizão mataram ao longo da noite cerca de 25 criminosos em uma operação a Oeste de Baquba - afirmou em um comunicado o comando americano em Bagdá.

Ainda segundo o comunicado, a operação foi realizada para capturar um homem, definido como 'comandante de grupos especiais' supostamente ligados aos Guardiões da Revolução, grupo iraniano que 'apóia atividades criminosas' e realiza contrabando de armas.

As forças americanas relataram que, ao chegar a Baquba suas tropas foram atacadas com 'fogo pesado de homens armados em postos de defesa', e por isso pediram apoio aéreo.

A intervenção de aviões-caça e helicópteros resultou na morte de 'cerca de 25 criminosos e na destruição de dois edifícios'.