Furacão Dean ameaça Jamaica e governo impõe toque de recolher

REUTERS

KINGSTON - A Jamaica declarou toque de recolher, enquanto tropas patrulhavam as ruas no domingo, com a chegada do furacão Dean, que já matou cinco pessoas em seu trajeto pelo Caribe.

Moradores estocaram suprimentos de emergência e turistas lotaram aeroportos caribenhos no momento em que o furacão dirigia-se para a Jamaica como tempestade de categoria 4, a segunda mais alta da escala Saffir-Simpson, que vai até 5.

A polícia e soldados da Jamaica patrulhavam a capital, Kingston, para evitar saques. O governo declarou toque de recolher de 48 horas nas áreas industriais e levou pessoas para centros de desabrigados.

Mais cedo foram decretados alertas de furacão nas Ilhas Cayman e alertas de tempestade tropical em partes do Haiti, da República Dominicana e de Cuba.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos disse que o centro do Dean estava a cerca de 480 quilômetros de Kingston às 3h (horário de Brasília) e deveria chegar perto da Jamaica, ou até chegar ao país, neste domingo com força perigosa.

O Dean pode elevar-se para a categoria 5 antes de chegar às Ilhas Cayman, em dois dias, com ventos de mais de 250 quilômetros por hora.

Esta é a primeira vez que um furacão deve chegar com força acima da média da temporada de 2007 de tempestades no Atlântico.

Milhões de pessoas preparam-se para o furacão em algumas das áreas mais povoadas do Caribe.

O governo da Jamaica exortou a população a deixar as regiões baixas e expostas a risco de deslizamentos de terra. Foram convocados ônibus para o transporte das pessoas retiradas e os soldados foram colocados em alerta.

Há filas nos postos de gasolina e supermercados, onde as pessoas compram pilhas, lanternas, atum em lata, arroz e água. A campanha para as eleições de 27 de agosto foram suspensas.

Autoridades na República Dominicana, onde o furacão provocou ondas de 5,5 metros de altura nas praias do sul, informou de início que havia três mortos, mas depois reduziu o número para dois. Segundo as autoridades, uma pessoa de 16 anos de idade foi levada pelas ondas para o mar.