Água enche mina e derruba esperança em buscas na China

REUTERS

XINTAI - A esperança de sobrevivência de mais de 180 mineradores presos na China diminuiu, já que os locais onde trabalhavam estão quase totalmente tomados pelas águas de uma barragem rompida.

Autoridades disseram no domingo que as operações em outras minas de carvão da província de Shangdong foram suspensas como medida preventiva. Parentes dos mineiros, irritados, disseram que isso deveria ter sido feito há dias, o que ressalta a reputação do país de ter a indústria de carvão com o maior número de mortes do mundo.

- Eles não vêem os mineradores como gente - disse um homem que se identificou pelo sobrenome Lu, que tem um irmão de 25 anos de idade desaparecido. 'A empresa sabia que a barragem estava fraca, mas não fez nada para fortalecê-la.

Antes que milhares de soldados e moradores fechassem o buraco de 50 metros na barreira usando sacos de cimento, árvores e até mesmo caminhões, a água encheu completamente a mina de 860 metros de profundidade, disseram autoridades.

- Ao meio-dia do dia 18 a água subiu para 20 metros da entrada da mina - afirmou a jornalistas Zhang Dekuan, porta-voz do governo da província de Shangdong.

Antes que equipes de resgate possam entrar na mina da empresa Huayuan Mining Corp. será necessário bombear 10 milhões de metros cúbicos de água.

Mas somente duas das nove ou 10 máquinas pesadas para a retirada da água estão instaladas e operando, acrescentou Zhang. Ele não respondeu às perguntas dos jornalistas e não disse quanto tempo levará o processo de bombeamento.

- Este é um acidente de mina causado por um desastre natural - afirmou ele, em comentário que muitos parentes temem que autoridades tenham feito para fugir da responsabilidade e reduzir valores de indenização.

A mina faliu há cerca de três ou quatro anos, quando era uma firma estatal, mas foi reorganizada como empresa privada.