Nasa pode antecipar volta de astronautas devido a furacão Dean

REUTERS

HOUSTON - Dois astronautas saíram da Estação Espacial Internacional no sábado para a última caminhada no espaço de uma missão que pode ser abreviada em razão da ameaça do furacão Dean na Terra.

Dave Williams e Clay Anderson fariam uma série de tarefas para preparar a estação para futura ampliação, durante uma saída no espaço cujo tempo foi reduzido de seis horas para quatro horas e meia.

Ao mesmo tempo, a Nasa se prepara para uma eventual aterrissagem do ônibus espacial Endeavour na terça-feira, um dia antes do que havia sido agendado.

A agência espacial norte-americana teme que a chegada do furacão Dean, que avança com ventos de 240km/h no Caribe, possa forçar uma evacuação de emergência do Centro Espacial Johnson, em Houston, onde fica o comando da missão.

A Endeavour deve pousar no Kennedy Space Center, na Flórida, que não deve ser afetado pelo furacão. O comando da missão pode ser transferido para lá se necessário.

O tempo de duração da caminhada espacial foi reduzido para dar mais tempo aos astronautas de preparar o retorno antecipado do ônibus espacial. O diretor da equipe de comando, Leroy Cain, disse que uma reunião na tarde de sábado definirá se os astronautas voltarão mais cedo ou não.

O ônibus Endeavour foi lançado na Flórida em 8 de agosto e chegou à Estação Espacial dois dias depois, levando uma antena de comunicação de metal que os astronautas instalaram no complexo espacial na primeira de quatro saídas ao espaço.

A Nasa passou boa parte da missão discutindo se seria necessário remendar uma brecha causada no escudo de isolamento térmico da Endeavour na decolagem antes de sua volta. O comando decidiu que o problema não ameaça a segurança no retorno à Terra.

Em 2003, o ônibus espacial Columbia foi destruído quando voltava de uma missão. A causa da desintegração da espaçonave foi a ruptura do escudo de isolamento térmico, provocando a morte de sete astronautas.

O ônibus espacial Discovery será lançado em outubro para instalar um pequeno compartimento chamado Harmony na estação. Ele servirá como conexão para laboratórios construídos pela Europa e o Japão que devem ser alçados ao espaço até 2008.

A Nasa planeja realizar mais 11 missões espaciais para encerrar a construção da estação espacial, antes que a sua antiga frota de ônibus espaciais seja aposentada em 2010.