Furacão Dean ganha força ameaça o golfo do México

REUTERS

NOVA YORK - O furacão Dean, que pode ganhar força e transformar-se em um furacão de categoria 4 nos próximos dois dias, atingia nesta sexta-feira as ilhas da Martinica e Dominica a caminho da Jamaica, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

Todos os modelos de previsão meteorológica mostram que o Dean ingressará no golfo do México na próxima semana, ameaçando as instalações de petróleo e gás da área, que respondem por cerca de um terço da produção realizada no território norte-americano.

Dois dos modelos mostram o Dean atingindo a costa do Texas dentro de cinco dias. Para um deles, o furacão chegaria à área da cidade de Corpus Christi. Para o outro, à área de Houston.

Os modelos de previsão buscam prever o que ocorrerá dentro de cinco dias. Para além disso, os meteorologistas dizem ser impossível saber qual ponto do continente atingirá o Dean, que acaba de ingressar nas águas do Caribe.

Durante a noite, o furacão ganhou força, subindo à Categoria 2, com ventos de quase 160 quilômetros por hora.

O centro do Dean localizava-se cerca de 80 quilômetros oeste-sudoeste da Martinica, afirmou o NHC, um órgão dos EUA, no boletim divulgado às 12h GMT (9h em Brasília).

Ao atravessar as águas quentes do Caribe, o Dean, segundo o NHT, ganhará força, transformando-se em um furacão de Categoria 3, com ventos de 178 a 209 quilômetros por hora nas próximas 24 horas. Dentro de 48 horas, o Dean deve subir mais uma categoria, apresentando ventos de 210 a 249 quilômetros por hora.

No começo da manhã de terça-feira da próxima semana, o furacão deve atingir a península de Yucatán, no México, e perder força, caindo para a Categoria 3.

Depois de atravessar a península na noite de terça-feira, o Dean, prevê o NHC, entrará no golfo do México e, antes de ingressar em terra firme, ganhará força novamente.