Chávez elogia coragem de Correa na 'redenção' do Equador

Agência EFE

EQUADOR - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, elogiou na última quarta-feira em Quito a coragem do chefe de Estado do Equador, Rafael Correa, no que ele considera um processo de "redenção" do povo equatoriano.

- É uma honra para mim, soldado desta terra, chegar a Quito, sabendo que o senhor está, com coragem, com valor, com inteligência, com decisão, sem limite, conduzindo um processo de redenção do povo equatoriano - disse Chávez, no aeroporto, ao chegar ao Equador.

Num rápido discurso, Chávez disse que o processo é também "no fundo a redenção do povo latino-americano, do povo bolivariano".

Correa deu as boas-vindas ao venezuelano, que chamou de "amigo".

- Bem-vindo à pátria grande, porque já era hora de tornar realidade o sonho de Simón Bolívar, bem-vindo à terra de Antonio José de Sucre - acrescentou Correa, que, como Chávez, se declara seguidor do socialismo do século XXI.

Rodrigo Borja, ex-presidente do Equador, que aceitou dirigir a União de Nações Sul-americanas (Unasul), defendeu que a nova entidade integre as funções da Comunidade Andina (CAN) e do Mercosul. O ex-presidente do Equador expressou sua esperança de que os 12 presidentes sul-americanos aceitem sua proposta.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais