Chuva causa colapso em metrô e trens de Nova York

REUTERS

NOVA YORK - A chuva inundou os trilhos subterrâneos do sistema de trens metropolitanos de Nova York e interrompeu o transporte na quarta-feira, irritando os nova-iorquinos, que têm de pagar tarifas de serviços cada vez mais caras para sustentar uma infra-estrutura que está envelhecendo.

O tempo também causou uma morte quando o carro de uma mulher, preso na inundação, foi atingido por outro veículo, disse o prefeito Michael Bloomberg em entrevista coletiva.

A tempestade da madrugada, que destelhou casas, derrubou a energia e fez dispararem alarmes de tornado, afetou todas as linhas de metrô que vão até Manhattan.

- Os passageiros estão chocados de o sistema ser tão vulnerável à chuva - disse Gene Russianoff, representante de uma campanha sobre o trânsito.

- Não moramos no deserto de Gobi - concluiu.

Nenhuma das linhas subterrâneas funcionava plenamente na manhã de quarta-feira, e algumas estavam completamente fechadas, disse a Autoridade de Transporte Metropolitano do Estado de Nova York às TVs locais. Muita gente preferiu trabalhar de casa.

Houve confusão nas plataformas lotadas do metrô, e ônibus e táxis também viajavam com a capacidade esgotada. Centenas de pessoas se apertavam em pontos de ônibus na Times Square.

A falta de energia elétrica afetou todas as divisões da cidade, deixando 14 mil pessoas sem eletricidade quando a tempestade estava forte, segundo a companhia local de energia, Consolidated Edison .

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais