Lavrov: Estado das relações entre Rússia e EUA preocupa o mundo

Agência EFE

MOSCOU - O ministro de Assuntos Exteriores russo, Serguei Lavrov, afirmou nesta quinta-feira que o estado das relações entre a Rússia e os Estados Unidos causa preocupações no mundo.

"No mundo há preocupação com a situação criada' nas relações russo-americanas, disse Lavrov em um discurso no Centro Carnegie de Moscou, segundo a agência oficial russa 'Itar-Tass'.

O chefe da diplomacia russa reconheceu que há 'diferenças' nos objetivos de política externa dos dois países e ressaltou que a Rússia, 'por nenhum motivo, cairá em uma ideologização, e menos ainda se esta provém do exterior'.

- Outro formato de relações com os EUA que não seja o de cooperação em igualdade para nós é inadmissível, ressaltou.

Lavrov destacou, no entanto, que na Rússia não há 'ânimos antiamericanos, como ocorre em alguns países'.

O chanceler disse que 'ninguém se opõe à liderança de qualquer potência que esteja disposta e tenha capacidade para isso'. Lavrov acrescentou que 'é imprescindível escutar um ao outro'.

O ministro disse que os povos russo e americano não perderam sua capacidade de surpreender uns aos outros, embora até agora cada um aja separadamente.

- Por que não podemos fazê-lo juntos?, perguntou Lavrov, que assegurou que a única coisa que Rússia e EUA têm que compartir entre si é a 'responsabilidade pelos destinos do mundo'.