Livni conversa com Fayyad para avançar em acordo de paz

Agência EFE

JERUSALÉM - A ministra de Assuntos Exteriores de Israel, Tzipi Livni, falou hoje por telefone com o primeiro-ministro do Governo de emergência da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Salam Fayyad, para 'ver se é possível chegar a uma solução' para alcançar a paz, disseram fontes diplomáticas israelenses.

- Após um período muito longo, no qual não havia contatos entre o Governo israelense e o Governo da ANP, a conversa desta quarta-feira marca o começo, um retorno à situação de trabalho regular, afirmou o porta-voz do Ministério de Exteriores israelense, Mark Regev.

O porta-voz disse que, com a conversa, Livni 'tenta ver se com o novo Governo (palestino) existe a possibilidade de buscar uma solução' para o plano de paz elaborado pelo Quarteto de Madri - Estados Unidos, União Européia, ONU e Rússia - e aceito por israelenses e palestinos.

Israel suspendeu as relações com os anteriores Governos com participação do grupo islâmico Hamas e anunciou, após a constituição do Governo de emergência palestino, que descongelará os cerca de US$ 700 milhões que retém em conceito de taxas alfandegárias à ANP.

O porta-voz de Exteriores israelense acrescentou que diversas embaixadas de países estrangeiros pediram que Israel permita a saída de seu pessoal diplomático e cidadãos estrangeiros residentes na Faixa de Gaza.