Sherrit, do Canadá, vai investir US$ 1,25 bilhão em Cuba

Agência EFE

CANADÁ - O presidente da companhia canadense Sherrit, Ian Delaney, informou nesta quarta-feira que a empresa investirá US$ 1,25 bilhão em Cuba nos três próximos anos.

Delaney disse durante a inauguração de duas usinas elétricas em Boca de Jaruco, a cerca de 45 quilômetros de Havana, que o plano da Sherrit para os próximos três anos é investir US$ 1,25 bilhão e expandir os seus negócios nos setores de níquel, petróleo, eletricidade e gás.

- Cuba é nosso lugar preferido no mundo para trabalhar e esperamos ter muitos mais anos de associação - disse o executivo.

O vice-presidente cubano, Carlos Lage, destacou a prioridade que Cuba dá ao investimento na geração de eletricidade e produção de petróleo, seja de forma independente ou em associação com empresas estrangeiras.

Ele observou que este ano serão abertos 39 poços de petróleo no país, 13 deles com investimento exclusivo da companhia estatal Cuba Petróleo.

A companhia canadense tem importantes investimentos em poços de petróleo em Cuba e contratos para exploração de quatro blocos em águas profundas. Além disso, trabalha de forma conjunta com empresas cubanas na exploração de níquel e cobalto.