Milhares de fiéis acompanharam o Papa em procissão de Corpus Christi

Agência EFE

ROMA - Milhares de fiéis acompanharam hoje Bento XVI pelas ruas de Roma, na tradicional procissão de Corpus Christi, entre as basílicas de São João de Latrão e Santa Maria Maior.

Este ano, o Papa foi recebido na Basílica de Santa Maria Maior em um tapete de flores, com o escudo pontifício que foi encomendado para a ocasião pela Embaixada espanhola na Santa Sé.

Durante a missa que precedeu a procissão, o Papa disse que a Eucaristia é o 'sustento indispensável' dos cristãos, em um mundo "onde domina a lógica do poder e do ter', e no qual, "freqüentemente, triunfa a cultura da violência e da morte'.

Após a missa, Bento XVI realizou o trajeto que separa as duas basílicas de Roma em um veículo aberto, no qual permaneceu ajoelhado.

As escadas da Basílica de Santa Maria Maior estavam adornadas com um tapete de flores.

O cardeal e vigário geral do Papa na diocese de Roma, Camillo Ruini, e o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone, acompanharam Bento XVI durante a procissão.

A longa via Merulana, que une os dois templos, reuniu milhares de fiéis, dentre os quais membros de associações eclesiásticas, religiosas, sacerdotes, bispos, arcebispos e outros cardeais.