Felipe González chama oposição espanhola de irresponsável

Agência EFE

WASHINGTON - O ex-chefe de Governo espanhol Felipe González chamou nesta quarta-feira de irresponsável a reação de líderes da oposição e da imprensa, após o anúncio da ruptura do cessar-fogo da organização terrorista basca ETA.

González deu uma conferência na Universidade de Georgetown, em Washington.

Vinte e quatro horas depois de a ETA dar por encerrado o cessar-fogo permanente declarado em março de 2006, o ex-chefe do Executivo espanhol disse que não estranhava a decisão adotada pelo grupo assassino.

- Não é possível tanta irresponsabilidade e me dói que parte da imprensa e de líderes da oposição sérios tenham pedido uma antecipação das eleições - disse.

- Tanto a oposição quanto boa parte da imprensa reivindicam eleições imediatamente. Para mim tanto faz, já que não vou concorrer - opinou.

Ele disse que se perdeu a melhor oportunidade em termos históricos de acabar com o problema da ETA, e que deixar que uma quadrilha de assassinos marque a agenda é conceder a ela o sucesso de graça.