EUA: juiz pede US$ 54 milhões por calça perdida em lavanderia

Portal Terra

WASHINGTON - Um juiz, que queria indenização de US$ 65 milhões de uma lavanderia que perdeu sua calça, resolveu baixar o preço e agora pede US$ 54 milhões, informa a agência AP, que teve acesso a documentos da Corte Superior de Washington, nos Estados Unidos.

Roy L. Pearson, um juiz administrativo do Distrito de Columbia, processou a Custom Cleaners depois que a lavanderia perdeu a calça de um terno há dois anos. Ele queria que o estabelecimento o indenizasse em US$ 65 milhões, com base em leis de direito do consumidor.

Pearson agora concentra suas forças em duas placas que existiam na lavanderia, mas foram retiradas. Ele afirma que Jin Nam Chung, Soo Chung e Ki Chung - os proprietários da lavanderia - cometeram fraude ao afixarem placas que garantiam satisfação do cliente e serviços prontos no mesmo dia.

Mas Chris Manning, advogado da família Chung, afirma que a placa de "Satisfação garantida" é direcionada a uma "pessoa razoável". - Ninguém com bom senso interpretaria aquilo como uma prova incondicional de satisfação - diz Manning.

O juiz Pearson, que representa a si mesmo no caso, disse que o foco do caso, desde o início, foi baseado na propaganda "enganosa e fraudulenta" da família Chung.