Ciclone Gonu atinge Omã e prejudica carregamento de petróleo

REUTERS

DUBAI - O ciclone Gonu atingiu Omã nesta quarta-feira, interrompendo exportações de petróleo e gás pelo segundo dia e forçando milhares de pessoas a fugirem da costa. Apesar disso, ele se enfraqueceu ao passar pelo mar da Arábia, importante rota de carregamento de petróleo do Golfo.

A tempestade, que chegou na véspera à categoria cinco, de força máxima, virou um furacão de categoria um, com ventos máximos de cerca de 148 km/h, segundo um centro militar dos EUA.

O departamento meteorológico de Omã disse que o centro da tempestade chegou à região por volta da meia-noite e ruma a noroeste, para Muscat, provocando chuvas torrenciais, ventos fortes e ondas altas. A agência acredita que o ciclone deve se dissipar até quinta-feira.

O ciclone abalou o carregamento de petróleo, elevando os preços nesta quarta para perto de 71 dólares o barril, valor mais alto em quase duas semanas.