Al Gore é o favorito para prêmio de Cooperação Internacional

Agência EFE

ESPANHA - O ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore é o favorito para o Prêmio Príncipe de Astúrias de Cooperação Internacional 2007, cujo ganhador será anunciado nesta quarta-feira na cidade espanhola de Oviedo.

A Fundação que concede os prestigiosos prêmios informou que concorreram na categoria 17 candidatos de 12 nacionalidades.

Nas últimas votações Al Gore deverá superar outras quatro propostas finalistas: a organização Intermón, o Instituto Universitário Europeu, a Organização Meteorológica Mundial e o economista britânico Nicholas Stern.

O júri iniciou ontem as deliberações para decidir o resultado, que será revelado hoje após uma nova reunião.

O prêmio de Cooperação Internacional é destinado às pessoas ou instituições cujo trabalho tenha contribuído de forma exemplar e relevante para o mútuo conhecimento, o progresso e a fraternidade entre os povos.

Nas duas últimas edições, o Prêmio de Cooperação Internacional foi para a Fundação Bill e Melinda Gates e a ex-presidente do Parlamento Europeu Simone Veil.

Em seus 26 anos de história, também reconheceu, entre outros, o legado de Mikhail Gorbachov, Frederik De Klerk, Nelson Mandela, Yitzhak Rabin, Yasser Arafat, Mário Soares, Helmut Kohl e Luiz Inácio Lula da Silva.