Prostestos marcam primeiro dia de cúpula contra G8

REUTERS

ROSTOCK - O movimento antiglobalização iniciou nesta terça-feira uma contracúpula na cidade alemã de Rostock. O evento é um protesto em relação à reunião do G8 - sete países mais industrializados do mundo e a Rússia -, que começa na Alemanha, nesta quarta-feira. O primeiro dia da contracúpula foi marcado por manifestações pacíficas e até bem-humoradas na cidade.

Ativistas da organização antiglobalização Oxfam usaram roupas e máscaras para lembrar os chefes de governo que estarão presentes na cúpula do G8. Os presidentes americano, George W. Bush, e russo, Vladimir Putin, ganharam imitações animadas, assim como a chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico, Tony Blair.

Os manifestantes mostravam cartazes com frases como "Acabar com a pobreza é minha prioridade" e comparavam os chefes de governo com Pinóquio, personagem conhecido por ficar com o nariz grande devido a suas mentiras.

Um outro protesto reuniu manifestantes vestidos de prisioneiros. Eles alertavam contra a guerra e a tortura e carregavam faixas com frases como "Guerra é tortura".