OMS: 20% das mortes na Itália estão vinculadas a causas ambientais

Agência EFE

ROMA - O diretor do programa de Saúde e Meio Ambiente da Organização Mundial da Saúde, Roberto Bertolini, afirmou que 20% das mortes na Itália estão vinculadas a causas ambientais. O especialista fez esta afirmação durante uma sessão da Comissão do Meio Ambiente do Congresso dos Deputados por ocasião do Dia Mundial do Meio Ambiente.

Bertolini ressaltou que um morto em cada cinco na Itália se deve à poluição da água, da terra ou do ar por substâncias que depois passam para o sangue, segundo o especialista. De acordo com os dados fornecidos pelo Conselho Nacional para a Pesquisa durante a sessão parlamentar, cerca de 8 milhões de italianos vivem em áreas de grave risco ambiental.

Somente a poluição mata 8.220 pessoas ao ano nas treze cidades mais povoadas, como Milão e Turim, devido à concentração de partículas nocivas para a saúde. O Norte, especialmente a planície Padana, é a área mais atingida da Itália pela poluição ambiental, de acordo com os dados divulgados nesta terça-feira.