Taxa de crimes violentos volta a crescer nos Estados Unidos

REUTERS

WASHINGTON - O número de crimes violentos cresceu em 2006 nos Estados Unidos, pelo segundo ano consecutivo, disse o FBI nesta segunda-feira. A elevação foi atribuída às gangues, à violência entre os jovens, aos crimes com armas de fogo e à diminuição no patrulhamento policial. Segundo o FBI, que é a polícia federal americana, o aumento do número de crimes violentos foi de 1,3%. Em 2005, a elevação tinha sido de 2,3%.

O levantamento mostrou que os assassinatos subiram 6,7% nas cidades grandes. Os roubos cresceram 6% no país todo. Entre as cidades com maior aumento na taxa de homicídios estão Orlando e Miami, na Flórida; Oakland e San Diego, na Califórnia; Phoenix, no Arizona; Corpus Christi, no Texas; Grand Rapids, em Michigan; Reno, em Nevada; e Little Rock, Arkansas.

Embora o aumento já fosse esperado, ele é uma má notícia para o secretário de Justiça, Alberto González, que considera o combate à criminalidade a prioridade do Departamento de Justiça dos EUA.

Um estudo do departamento, divulgado no mês passado, analisou 18 áreas metropolitanas e apontou como responsáveis pelo aumento na criminalidade os índices maiores de violência causada por gangues e grupos organizados, uma prevalência maior de armas nas mãos de criminosos e o fato de os agressores estarem mais jovens e mais violentos.