Suspeitos de plano para explodir JFK vão a tribunal em Trinidad

REUTERS

WASHINGTON - Dois dos suspeitos de tramar um plano para explodir o aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, apresentaram-se a um tribunal em Trinidad e Tobago nesta segunda-feira e foram acusados de conspiração para cometer atos de terrorismo.

Abdul Kadir, cidadão e ex-parlamentar da Guiana, e Kareem Ibrahim, cidadão de Trinidad e Tobago, estão entre os quatro suspeitos do caso, que chamou a atenção para uma região do Caribe que não tinha histórico de associação com o radicalismo islâmico.

Eles foram levados algemados ao tribunal de Port of Spain para uma breve aparição diante do juiz Sherman McNichols.

Kadir e Ibrahim podem ser extraditados para os Estados Unidos.

Os procedimentos formais para a extradição só serão iniciados depois de uma audiência marcada para o dia 2 de agosto.

Não houve estabelecimento de fiança, e o advogado da defesa, Rajiv Persad, declarou que precisa de mais tempo para preparar o caso.