Tribunal alemão proíbe manifestação ultradireitista contra G8

Agência EFE

ALEMANHA - O Tribunal Superior Administrativo de Greifswald, no leste da Alemanha, proibiu na madrugada deste sábado uma manifestação contra a cúpula do grupo dos sete países mais industrializados do mundo mais a Rússia (G8), convocada para hoje, na cidade de Schwerin, pelo ultradireitista Partido Nacional-Democrata Alemão (NPD).

O tribunal revogou assim uma decisão da instância imediatamente inferior, que tinha permitido a manifestação, proibida em princípio pela Prefeitura de Schwerin. Também foram vetados outros três atos de protesto de associações contrárias ao partido ultradireitista.

A Prefeitura tinha decidido proibir o protesto do NPD, argumentando que a manifestação e as três contra-manifestações ao mesmo tempo criariam uma "situação de crise" para a Polícia. A cidade não contaria com efetivos suficientes, segundo as autoridades.

Ao mesmo tempo está prevista uma manifestação antiglobalização na cidade vizinha de Rostock, para a qual foram destinados vários agentes.

A sentença do Tribunal Superior Administrativo entra em vigor imediatamente e não admite revisão.