Passeata de apoio a Chávez reúne milhares na Venezuela

REUTERS

CARACAS - Dezenas de milhares de venezuelanos participaram de uma passeata neste sábado em apoio à decisão do presidente, Hugo Chávez, de não renovar a concessão da emissora RCTV, e também para celebrar a abertura do novo canal do governo.

A saída do ar da RCTV --cadeia de televisão mais antiga da Venezuela e uma emissora crítica do governo-- provocou vários protestos a favor e contra a decisão.

Chávez acusou a RCTV de 'golpista' e 'antidemocrática' e a substituiu pela TVes, um canal de televisão patrocinado pelo governo.

A decisão contra a RCTV também provocou duros ataques internacionais.

Um dos mais importantes foi a troca de palavras que começou quando o Senado brasileiro criticou a atitude de Chávez, gerando por sua vez críticas do líder venezuelano ao órgão do governo brasileiro.

O caso fez Brasília chamar o embaixador venezuelano para um parecer.

Vestidos com camisetas e gorros vermelhos, em uma passeata que chamaram de 'antiimperialista', os manifestantes e funcionários de alto escalão atravessaram Caracas em defesa da 'revolução socialista' liderada por Chávez.

- O problema da RCTV aqui na Venezuela é o problema da Televisa no México (...), da Globo no Brasil (...) e dos grandes conglomerados da mídia que fizeram da comunicação uma grande ditadura da midiática - disse na manifestação o ministro das Telecomunicações, Jesse Chacón, à estatal VTV.