Mudança em Cuba só quando Fidel morrer, diz autoridade dos EUA

REUTERS

MIAMI - Os Estados Unidos terão que esperar até que o líder cubano Fidel Castro morra para ver se um futuro melhor é possível na ilha comunista, afirmou neste sábado o secretário de Comércio dos Estados Unidos, Carlos Gutierrez.

Ele também reconheceu que o presidente George W. Bush pode deixar o cargo sem ver qualquer das mudança pelas quais sua administração lutou.

- Ele (Fidel) colocou Cuba no modelo fracassado que existe hoje, e teremos que esperar para ver se o futuro é melhor quando ele não estiver mais aqui - disse Gutierrez à Reuters em uma entrevista.

Seus comentários parecem marcar um mudança em relação à postura vista há poucos meses.

Gutierrez, um cubano naturalizado norte-americano, ajuda a presidir uma comissão criada por Bush para estimular uma transição democrática em Cuba. Ele estava em Miami, coração dos cubanos exilados que se opõem a Fidel, para participar de um encontro de câmaras de comércio da América Latina.

Gutierrez disse à Reuters que 'ninguém sabe de verdade' sobre o estado de saúde de Fidel, com exceção dos muito próximos.

Ele disse também que ninguém deve esperar mudanças na política norte-americana em relação à Cuba, que Washington tem buscado isolar através de um embargo econômico.