Suíça mantém bloqueio em conta de ditador do Haiti

Agência AFP

PORTO PRÍNCIPE - O governo da Suíça deicdiu nesta sexta-feira prorrogar por mais três meses o bloqueio de todas as contas abertas na Suíça pelo ex-ditador do Haiti Jean-Claude Duvalier, informou uma fonte oficial.

Dois cidadãos haitianos chegaram a entrar com queixa num tribunal de Genebra para impedir que Jean-Claude "Baby Doc" Duvalier recuperasse 7,6 milhões de francos suíços (US$ 6,21 milhões).

O advogado dos haitianos, Marc Henzelin, disse à agência de notícias suíça ATS, que o dinheiro está bloqueado a pedido do governo de Porto Príncipe desde a queda de Duvalier em 1986.

- O governo deve manter esses recursos bloqueados e levantar o segredo bancário, para que as vítimas do regime possam apresentar-se e exigir indenizações - disse ele.

A justiça suíça permite aos governos o bloqueio de bens, mas só os magistrados podem ordenar seu confisco após uma sentença judicial não contestada.

Um funcionário de alto escalão do ministério suíço das Relações Exteriores havia dito na semana passada que a família Duvalier estava pronta para recuperar o dinheiro no próximo dia 3 de junho, data na qual o bloqueio do dinheiro chega ao período máximo legal.