Mottaki descarta novo ataque israelense contra território libanês

Agência EFE

DAMASCO - O ministro de Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki, descartou nesta sexta-feira na Síria um possível ataque do Exército israelense contra território libanês e pediu mais uma vez que os EUA retirem suas tropas do Iraque.

Mottaki deu estas declarações em entrevista coletiva com o ministro de Exteriores sírio, Walid al-Moualem, após uma visita de dois dias ao país, durante a qual se reuniu com o presidente da Síria, Bashar al-Assad.

- Após a derrota humilhante inflingida a Israel (pelo Hisbolá) no ano passado, Israel não ousará lançar novos ataques na região - disse Mottaki, em referência ao conflito entre Israel e as milícias do grupo xiita Hisbolá em julho e agosto do ano passado.

O ministro de Exteriores sírio mostrou a mesma postura, e acrescentou que os dois países estavam de acordo com a necessidade de solucionar os problemas regionais pela 'via política'.

Além disso, os dois líderes expressaram seu desejo de que as diversas facções libanesas possam encontrar uma solução para a crise política, e sua rejeição às interferências estrangeiras nos assuntos libaneses.

- Se algum Estado quer colocar esforços para reduzir as divergências, será bem-vindo, mas qualquer tentativa de impor uma determinada solução será rejeitada - acrescentou Mottaki.

Além disso, o chefe da diplomacia iraniana ressaltou que seu país está preparado para cooperar com os EUA no Iraque, mas precisou que primeiro (os EUA) têm que mudar sua política atual contra o Irã e pôr fim à ocupação do Iraque.