Japão apóia o plano ambiental proposto por Bush

Agência EFE

JAPÃO - O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, apoiou nesta sexta-feira o plano apresentado ontem pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, para que os países que mais poluem determinem até o fim de 2008 uma meta de emissão dos gases do efeito estufa.

- Acho que os Estados Unidos estão levando a sério, finalmente, o problema do aquecimento global - disse Abe a jornalistas.

O porta-voz do Governo japonês, Yasuhisa Shiozaki, afirmou que o primeiro-ministro Abe e o presidente Bush compartilham a mesma perspectiva e desejam um progresso significativo na cúpula do G8 em Heiligendamm, na Alemanha.

Os EUA, que são o país mais poluente do mundo, têm resistido até agora a estabelecer um limite internacional à geração dos gases que produzem o aquecimento global.

A proposta foi considerada insuficiente pelas organizações ambientalistas. Mas Bush mostrou ontem uma mudança de posição sobre o problema ambiental. Durante seu primeiro mandato, ele havia retirado a assinatura dos EUA do Protocolo de Kyoto, negando-se além disso a discutir o aquecimento global.

O primeiro-ministro do Japão acaba de apresentar um plano a longo prazo para a redução dos gases poluentes a partir de 2012, quando termina o prazo do Protocolo de Kyoto. Os japoneses tentam atrair a adesão dos países mais poluentes, especialmente Estados Unidos, China e Índia.