Dois adolescentes palestinos morrem e um fica ferido no Norte de Gaza

Agência EFE

GAZA - Dois jovens palestinos, de 11 e 13 anos, morreram baleados pelo Exército israelense na Faixa de Gaza, onde um miliciano da Jihad Islâmica também perdeu a vida num ataque aéreo, informaram fontes dos serviços de segurança palestinos. O miliciano, de 20 anos, morreu ao ser atingido por um míssil quando viajava em uma motocicleta, segundo fontes militares israelenses.

Os jovens morreram nas proximidades de Bet Lahia, no Norte da Faixa de Gaza, quando, segundo fontes palestinas, procuravam por restos de ferro velho para vender. Outro menor, de 16 anos, que estava com eles, ficou ferido pelos disparos dos soldados que, segundo um porta-voz militar israelense, suspeitaram deles porque se aproximaram da cerca fronteiriça que separa Gaza de Israel.

Os soldados acreditavam que os palestinos pretendiam colocar uma bomba no local, segundo a fonte militar. O incidente aconteceu em um terreno que no passado foi ocupado pelo assentamento judaico de Duguit, um dos 21 desmantelados em 2005 antes da retirada do Exército israelense da Faixa de Gaza, em virtude do chamado Plano de Desligamento, impulsionado pelo então primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon.