Chávez diz que Congresso brasileiro é

Agência EFE

VENEZUELA - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, enviou na quinta-feira suas condolências ao povo do Brasil por ter um Congresso que "repete como um papagaio" o que diz o Congresso americano em relação à situação venezuelana.

- Que triste para o povo brasileiro! Minhas condolências para esse povo que não merece isso. Um Congresso que repete como papagaio o que dizem em Washington. Que dano faz esse Congresso à causa da integração latino-americana. Que tristeza que dá! - disse Chávez.

A referência ao Brasil foi motivada por um documento emitido pelo Congresso do Brasil que convida o governante venezuelano a que modifique sua posição frente ao canal privado Radio Caracas Televisión (RCTV).

- A esses representantes da direita brasileira posso lhes dizer que será mais fácil, muito mais fácil, que o império português volte a se instalar em Brasília do que o governo da Venezuela devolva a concessão que colocou fim à oligarquia venezuelana - sentenciou o presidente.

Chávez acrescentou que os deputados brasileiros "deveriam se ocupar dos problemas do Brasil".

- Que triste para esse Congresso aparecer agora subordinado ao Congresso de Washington, que também se envolveu em nossos assuntos - manifestou o governante venezuelano.

Explicou que essa intromissão dos parlamentares brasileiros não é casual e obedece a um plano das forças direitistas e "fascistas" para atacar a Venezuela.

Chávez reivindicou a legitimidade da decisão sobre a RCTV e reiterou que de nada servirão as pressões internacionais orquestradas pelas forças de direita.

- Deveríamos voltar a formar uma nova internacional da esquerda - disse o líder como mecanismo de resposta à ofensiva que, segundo ele, foi lançada pela "oligarquia internacional".