Relator da ONU de direitos humanos visitará EUA

Agência EFE

WASHINGTON - As Nações Unidas anunciaram nesta quinta-feira que o relator sobre direitos humanos e luta contra o terrorismo, Martin Scheinin, visitará os Estados Unidos de 16 a 25 de maio após ter recebido um convite oficial da Administração do presidente George W. Bush.

Durante sua estadia, Scheinin trocará opiniões com os representantes do Governo americano sobre as políticas, leis e práticas antiterroristas, o que incluirá aspectos como a detenção, confinamento e julgamentos de suspeitos de terrorismo.

Serão abordados os direitos tanto das vítimas do terrorismo como das pessoas afetadas de modo negativo pela aplicação de medidas para combater este crime, informou o Escritório do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos.

Entre as pessoas com as quais Scheinin deve se reunir estão altos representantes governamentais, acadêmicos, advogados e representantes de organizações da sociedade civil, dos quais espera "obter informação de primeira mão sobre as atuais e futuras iniciativas para combater o terrorismo".

O relator também espera esclarecer em que medida tais propostas poderiam afetar os direitos e liberdades fundamentais.

Após as reuniões em Washington, Scheinin visitará prisões em outras partes dos Estados Unidos, cuja localização não foi revelada, e observará processos penais relacionados com seu mandato.

O relator da ONU afirmou também que planeja informar sobre as conclusões preliminares de sua visita em entrevista coletiva que realizará no dia 25 em Washington.

Um relatório mais completo será apresentado posteriormente ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, com sede em Genebra.

O relator especial para os direitos humanos dos migrantes, Jorge Bustamante, está nos Estados Unidos desde 30 de abril.

Bustamante, que encerrará a visita em 18 de maio, analisa a situação dos imigrantes nas fronteiras e nos centros de detenção do país.