Tony Blair deixará liderança do partido amanhã, segundo "The Sun"

Agência EFE

LONDRES - O primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, anunciará nesta quinta-feira que deixa a liderança do Partido Trabalhista, depois de dar por concluído o processo de paz na Irlanda do Norte, segundo antecipa nesta quarta o jornal "The Sun".

Blair quer coroar seus 10 anos de permanência no poder com "um emocionado discurso de renúncia" em Sedgefield, onde foi eleito deputado, diz o jornal.

Segundo o "Sun", Blair dirá que deixará o cargo de primeiro-ministro por volta de 29 de junho.

Fontes de Downing Street afirmam que Blair pode esperar até sexta-feira para apoiar formalmente como sucessor o seu ministro das Finanças desde 1997, Gordon Brown.

O primeiro-ministro informará seus planos a seus colegas de gabinete. Depois, vai de avião a Sedgefield, no norte da Inglaterra, para pronunciar seu discurso mais esperado.

Segundo o periódico, Blair manterá, no entanto, a sua cadeira de deputado até julho, quando haverá eleições em Sedgefield.

Após o anúncio, Blair manterá suas atividades oficiais de primeiro-ministro. Na sexta-feira, ao lado da ministra de Esportes, Tesa Jowell, ele vai inaugurar uma estátua do jogador inglês Bobby Moore no estádio de Wembley.

Blair deve ir também a Paris para cumprimentar o presidente eleito da França, Nicolas Sarkozy, por sua vitória nas eleições.

Gordon Brown lançará na sexta-feira sua campanha para a sucessão de Blair, dada como certa.

O atual ministro do Meio Ambiente, David Miliband, que poderia disputar com Brown a chefia do Governo, terá, segundo o "Sun", um posto importante no novo gabinete. Ele será ministro de Relações Exteriores ou de Interior.