Royal e Hollande processam jornalistas por livro sobre suas vidas

Agência EFE

PARIS - A ex-candidata do Partido Socialista (PS) à presidência francesa Ségolène Royal e seu companheiro e líder do PS, François Hollande, deverão ir à justiça contra o autor de um livro sobre os dois que será publicado em breve.

Royal e Hollande pediram a seu advogado, Jean-Pierre Mignard, que abra um processo por violação de privacidade, 'honra e consideração', disse ele hoje em comunicado.

Os dois tomaram a decisão após ler, na revista 'Nouvel Observateur', trechos do livro das jornalistas do jornal 'Le Monde' Raphaëlle Bacqué e Ariane Chemin.

O livro deverá ser publicado nesta sexta-feira, cinco dias após a derrota de Royal para o conservador Nicolas Sarkozy na disputa pelo Palácio do Eliseu.

Nos trechos publicados, as autoras revelam segredos políticos e íntimos da campanha eleitoral e afirmam que existe uma 'crise conjugal' e política entre o casal socialista.

No livro 'Maintenant' (Agora), publicado no final de março, Royal afirmou que Hollande e ela continuavam 'vivendo juntos', em resposta aos insistentes rumores de desavenças entre ambos.