Putin expressa pêsames pela morte de Mstislav Rostropovich

Agência EFE

MOSCOU - O presidente russo, Vladimir Putin, expressou nesta sexta-feira seu pêsames aos familiares do violoncelista e maestro Mstislav Rostropovich, que morreu hoje, aos 80 anos.

- Hoje ocorreram dois fatos muito tristes: Mstislav Rostropovich e Kiril Lavrov morreram, afirmou Putin. Lavrov, um grande ator de teatro e cinema, morreu aos 81 anos.

Putin expressou seus 'mais profundos pêsames' aos familiares de Rostropovich e Lavrov, ao destacar que 'é uma enorme perda para a cultura russa', segundo a agência 'Interfax'.

Rostropovich, que fez 80 anos em 27 de março, sofria de uma doença grave e nos últimos meses foi operado duas vezes no Centro Oncológico de Moscou.

Por ocasião de seus 80 anos, Rostropovich foi condecorado pelo presidente russo, Vladimir Putin, com a Ordem ao Mérito 'por sua contribuição ao desenvolvimento das artes musicais no mundo todo e seus muitos anos de atividade criativa'.

Apesar de seu fraco estado de saúde, o músico encontrou forças para assistir à homenagem no Kremlin no dia de seu aniversário, quando recebeu a condecoração pelas mãos de Putin.

Entre seus numerosos prêmios também estão a Legião de Honra da França, os prêmios soviéticos Stalin e Lenin, o reconhecimento anual da Liga para os Direitos Civis, e Cavaleiro Honorário do Império Britânico.

Rostropovich é considerado um defensor das liberdades civis e artísticas, como quando acolheu durante quatro anos em sua casa o escritor dissidente soviético Alexander Solzhenitsin, prêmio Nobel de Literatura em 1975.