OMC supervisionará supressão de medidas antidumping nos EUA

Agência EFE

GENEBRA - A Organização Mundial do Comércio (OMC) aprovou nesta terça-feira a criação de um grupo de analistas que se dedicará, exclusivamente, a supervisionar a supressão por parte dos Estados Unidos das medidas antidumping impostas à entrada em seu território de encanamentos mexicanos para oleodutos.

O México considera que os EUA não cumpriram a tempo as recomendações que os analistas da OMC fizeram para que ajustasse à legislação internacional as medidas protecionistas impostas sobre os canos mexicanos para perfuração petrolífera.

Os EUA impuseram essas medidas ao considerar que o México praticava concorrência desleal na produção a baixos preços desse tipo de encanamento, mas a OMC considerou que a proteção não respeitava as normas da organização e pediu que fosse eliminada até 28 de maio de 2006.

A partir de agora, o grupo de analistas tem três meses para se pronunciar sobre o conflito e, uma vez que o faça, qualquer das partes pode recorrer da decisão, o que abriria outro prazo similar para a revisão de suas recomendações.

Assim, até 1º de novembro, o México deve ter uma solução definitiva para o conflito, que, se for a seu favor, poderia inclusive permitir a imposição de sanções aos EUA, explicaram à Efe fontes diplomáticas.